top of page

NOTÍCIAS DA ACE

Lideranças do Sistema participam da abertura da reunião da Copimera

Última atualização: 16/11/2022 às 14h31


Representantes de diversos países das Américas participam da reunião intermediária da Copimera até a próxima sexta-feira, no plenário do Confea
Representantes de diversos países das Américas participam da reunião intermediária da Copimera até a próxima sexta-feira, no plenário do Confea

Com a participação de representantes de diversos países latino-americanos e lideranças do Sistema Confea/Crea e Mútua, teve início na manhã desta quarta (16/11), no Confea, a Reunião Intermediária da Copimera – Confederação Pan-americana de Engenharia Mecânica, Elétrica, Industrial e Ramos Afins. Até a próxima sexta-feira, os representantes da entidade debatem temas administrativos e da atualidade das áreas. “Agradecemos a amabilidade que tivemos para que esta reunião viesse a cabo”, disse o presidente da Copimera, eng. mec. Jorge Gallo Navarro, apontando o prazer e a honra de estar acompanhado dos colegas.

Conselheira federal eng. mec. Michele Costa coordena os trabalhos da organização da reunião
Conselheira federal eng. mec. Michele Costa coordena os trabalhos da organização da reunião

Ao receber os participantes, a conselheira federal engenheira mecânica Michele Costa, representando a presidência do Confea, manifestou sua satisfação como coordenadora da Comissão Organizadora do evento e conselheira federal. “O Confea tem trabalhado intensamente para fazer a mobilidade profissional, dentro da inserção internacional do Sistema. Participamos de todas as reuniões da Copimera e fizemos uma programação com muito carinho”, disse, agradecendo o apoio da Mútua - Caixa de Assistência aos Profissionais, do coordenador adjunto do evento, eng. eletric. Genilson Pavão, e do corpo funcional do Confea e destacando a presença dos conselheiros federais e dos representantes presentes ao evento. “Gostaríamos de seguir alimentando essa parceria por muitos anos”.

Presidente da Mútua, eng. agr. Francisco Almeida: termo de cooperação com a entidade
Presidente da Mútua, eng. agr. Francisco Almeida: termo de cooperação com a entidade

Presidente da Mútua, o eng. agr. Francisco Almeida comentou que a Caixa é a maior da América Latina. “Cada vez mais com essa união vamos valorizar as nossas engenharias em nossos continentes”. Em seguida, ele apresentou a Caixa de Assistência aos profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua como “o segmento assistencial que presta benefícios diferenciados aos profissionais registrados nos Creas com funções assistenciais, sociais e previdenciárias”, colocando-se disponível a iniciar tratativas para termo de cooperação com a Copimera visando difundir a experiência da entidade.


Previamente indicado como futuro presidente da Copimera, o ex-presidente da Fenemi, eng. mec. Jorge Nei Brito, saúda a possibilidade de convênio com a Mútua

“Agradeço ao presidente Francisco por sinalizar esta possibilidade de parceria, envolvendo capacitação e também a área assistencial”, considerou o vice-presidente da Copimera, eng. mec. Jorge Nei Brito, ex-presidente da Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (Fenemi), que desejou êxito nos três dias da reunião intermediária da entidade e ressaltou a necessidade de assinar um termo de intenção entre a Mútua e a Copimera ainda durante o evento. "O que você expôs é justamente o que desejamos impulsionar em nossa entidade”, comentou o presidente Jorge Navarro, aceitando o convite e anunciando os entendimentos para a eleição futura de Jorge Nei como presidente da entidade.

Desenvolvimento profissional e humano Jorge Gallo Navarro comentou que crê que os engenheiros latino-americanos devam criar espaços de intercâmbio de pensamentos e experiências entre profissionais para compartilhar novos conhecimentos científicos e inovações tecnológicas e, assim, contribuir para o fortalecimento das comunidades latino-americanos e impulsionar o desenvolvimento de nossas nações. “É muito importante compreender como os engenheiros podem mudar o mundo e melhorá-lo, já que o propósito final de todos os que nos dedicamos a essa área é a busca permanente para atingir a eficiência nas organizações e a melhoria contínua”.

Ainda conforme o presidente da Copimera, “paixão pelo melhoramento contínuo, bom-senso comum, ética profissional e outras características” fazem parte do complexo processo de formação dos engenheiros da área. Para ele, os engenheiros devem ser capazes de identificar e entender os problemas atuais, de interpretar as necessidades sociais e de respondê-las com soluções fundadas em sua compreensão e domínio. “Nesse sentido, os engenheiros necessitarão de estruturas intelectuais sólidas, resistentes aos fortes e contínuos desenvolvimentos tecnológicos. A qualidade destes profissionais e de suas instituições formadoras depende de quem produz, transforma e transmite o conhecimento”.

Mesa da abertura dos trabalhos da reunião da Copimera no plenário do Confea
Mesa da abertura dos trabalhos da reunião da Copimera no plenário do Confea

De acordo com a liderança da entidade, a confederação promove congressos pan-americanos, reuniões intermediárias, conferências pan-americanas de colégios de Engenharia e projetos relacionados com a educação contínua, o fortalecimento de competências e o desenvolvimento profissional. “Uma confederação que estabelece e fortalece regras profissionais, formada por lideranças da engenharia latino-americanas que buscam promover a transformação de seu país e da região. Por isso, impulsionamos a criação de comitês locais da Copimera, uma confederação cuja visão é ser promotora de engenheiros com capacidade de aprendizagem, qualidade de critérios e com pensamentos dirigidos à ação. Uma confederação que impulsiona programas de desenvolvimento de líderes comunitários e cria espaços de intercâmbio intelectual, refletindo conferências pan-americanas. Por isso, felicitamos a todas as pessoas que abraçaram a engenharia como uma profissão compatível com pessoas entusiastas e criativas que busca solucionar problemas em benefício da humanidade”, disse, apresentando em seguida um histórico da entidade, criada em 1991.

Conselheiro federal e coordenador da Cais, eng. eletric. Evânio Nicoleit
Conselheiro federal e coordenador da Cais, eng. eletric. Evânio Nicoleit

Grande família O evento contou com a presença dos conselheiros federais eng. eletric. Evânio Nicoleit, eng. pesca Alzira Miranda, eng. eletric. Genilson Pavão, eng. eletric. Jorge Luiz Bitencourt, eng. minas Renan Azevedo e geol. Mário Cavalcanti. Coordenador da Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais), o conselheiro Evânio Nicoleit destacou que a Comissão envolveu todos os órgãos consultivos e deliberativos do Sistema, colocando-se à disposição para o sucesso do evento.


Já o coordenador adjunto da organização do evento, conselheiro federal eng. eletric. Genilson Pavão, apontou que, para o Confea, é um marco importante esta parceria mantida com os colegas latino-americanos. “Nesse sentido, é muito importante que pensemos o futuro da América Latina para a evolução do nosso povo e de toda a humanidade. As discussões aqui vão definir o que a gente quer para o futuro da engenharia no continente como planejamento para mudanças”, disse, manifestando-se feliz em fazer parte desta “grande família”.


Ao representar o Colégio de Presidentes, o presidente do Crea-SE, eng. civ. Jorge Silveira, saudou os participantes. Por sua vez, o coordenador nacional das Câmaras Especializadas de Engenharia Industrial (CCEEI), eng. mec. Eder Ramos, comentou que a Copimera é o maior fórum de discussão das Engenharias Mecânica, Industrial, Elétrica e ramos afins, esperando boas discussões para o desenvolvimento da área nas Américas.


Em nome do Colégio de Entidades Nacionais – Cden, o presidente da Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (Fenemi), eng. mec. Waldimir Telles Filho, considerou ser um momento importante para a engenharia mecânica. “Estamos aqui para trazer e receber informações e parcerias para que possamos fazer a integração maior das nossas engenharias pan-americanas”, disse. Entre as lideranças do Sistema presentes, o coordenador nacional das câmaras especializadas de Engenharia Elétrica, eng. eletric. Amarildo Almeida; a coordenadora nacional das comissões de Ética dos Creas, eng. civ. Carmem Eleonôra Amorim; o presidente da Sociedade Brasileira de Engenharia de Segurança do Trabalho (Sobes-RJ), Fernando Lima; e ainda o atual presidente da Fundação Copimera, eng. eletric. Aramis Guerra.

Presidente do Instituto Americano de Tecnologia e Organização Social (Iatos), eng. mec. Gutemberg Rios, um dos palestrantes da programação do evento, agradeceu a oportunidade de trazer novas pautas para a construção de um desenvolvimento industrial forte em toda a América Latina. “Está na hora de reanimar a indústria”, disse.


Futura coordenadora nacional do Crea-JR, a engenheira química Ingrid Reinehr agradeceu o convite de representar o Crea-JR, afirmando ser importante ter as jovens lideranças presentes a eventos como este.


Representando o Programa Mulher, a engenheira química Christiane Lacerda saudou que a Copimera esteja próximo de fazer uma campanha “para movimentar a presença da engenheira em suas atividades”.


Delegado pela Argentina, o engenheiro Fernando Pedro Luliano destacou a união latino-americana que, na engenharia, assume soluções em nível mundial.


Delegada pela Guatemala, a engenheira Lucero Mazariegos, tesoureira da Copimera, destacou a importância de representar a engenharia nas atividades da entidade.


Sérgio Contreras, diretor-geral da Copimera e vice-presidente do Colégio de Engenheiros do Chile, manifestou seu desejo de que tenham uma jornada frutífera e que se possa avançar nas discussões. Delegado pelo Chile, o engenheiro Partrício Pineda destacou que há anos pretende promover a Copimera no Chile e destacou o entusiasmo de participar do evento. O engenheiro Maurício Castillo, também do Chile, comentou a importância de participar do desenvolvimento em um momento difícil em que a engenharia tem que ter um papel importante.



Ex-presidente da Copimera, o portorriquenho Jairo Lascarro Leal comentou que recentemente seu país recebeu uma reunião da União Pan-americana de Associações de Engenheiros – Upadi. “Agora, como delegado e membro do conselho diretor da Copimera, agradeço o Confea por ser anfitrião da reunião”, disse, destacando o esforço do engenheiro mecânico Joge Nei Brito pela realização do evento. “Os planos da Copimera são de realizar com a Upadi um programa de formação para os engenheiros pan-americanos. Os engenheiros o necessitam, diante da globalização para que no futuro possamos mobilizar nossos continentes”.


Jesús García Melgarejo, delegado pelo Peru, comentou que os engenheiros industriais precisam preocupar-se com a produtividade das organizações de engenharia. “Não é suficiente caminhar, há que colocá-las a voar”.


Balanço 2022

A parte da tarde foi dedicada à apresentação de informes da gestão 2022 da Copimera. Entre os destaques, a participação da confederação em agendas e feiras relevantes do setor, patrocínio de congressos dos países membros no portal da entidade, além do programa de conferências virtuais e cursos tutoriais. “Este foi um programa exitoso com a promoção de 20 conferências especializadas e três mesas-redondas para um maior debate, com participação de palestrantes de primeiro nível, qualificados e de diferentes nacionalidades”, salientou Jorge Navarro, listando os temas discutidos, como redes elétricas inteligentes, microrredes elétricas com energia solar fotovoltaica e enzimas na produção de biocombustível. “Os desdobramentos foram muito significativos principalmente nas universidades”, acrescentou.

Em reconhecimento, o ex-presidente da Copimera, o porto-riquenho Jairo Lascarro Leal, pediu uma salva de palmas para Jorge Navarro “pelo esforço e resultado do trabalho feito com respeito”.

Ao agradecer, o dirigente disse receber os aplausos em nome do conselho diretivo. “Me sinto muito orgulhoso por ter a equipe de colaboradores”, disse, listando nomes dos membros e citando o representante brasileiro como importante parceiro nesta gestão.

O primeiro vice-presidente Jorge Nei Brito, por sua vez, falou da sua trajetória junto às entidades do Brasil – Cden e Fenemi – até chegar à Copimera, e informou as metas que pretende alcançar nos próximos meses. “Quero levar para a confederação o Programa Crea-JR e, assim, trabalhar com as universidades; e também incentivar o Programa Mulher, fortalecendo a atuação das profissionais. Outro ponto é a questão da qualidade do ar interior, com destaque para o Plano de Manutenção, Operação e Controle, o PMOC”, adiantou Brito, expressando sua proposta de levar novos temas para a Copimera.

A reunião será retomada amanhã com transmissão ao vivo no canal do Confea. Confira a seguir como foi a agenda deste primeiro dia:



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page