top of page

NOTÍCIAS DA ACE

ABREN discute desafios e perspectivas da recuperação energética de resíduos na 9ª Waste Expo Brasil

Ultima atualização em novembro 17, 2022

Na última semana, entre os dias 8 e 10 de novembro, São Paulo recebeu a 9ª edição da Waste Expo Brasil, o principal evento sobre gestão de Resíduos Sólidos da América Latina. O primeiro dia de evento, marcado pelo Fórum Waste Expo, contou com a realização do Seminário Nacional sobre a Recuperação Energética de Resíduos, organizado pela Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (ABREN).


Durante o evento, a associação realizou o Seminário Nacional sobre a Recuperação Energética de Resíduos, que contou com a participação de autoridades, executivos e especialistas no setor


O seminário, que teve como objetivo discutir os desafios e perspectivas da recuperação energética de resíduos no Brasil, foi dividido em três mesas de debate e contou com a participação de órgãos públicos, como representantes da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), executivos de grandes empresas do Brasil e do exterior e especialistas no setor.


Yuri Schmitke, presidente da ABREN, discursou durante a abertura do evento e destacou como a recuperação energética de resíduos pode contribuir para que o Brasil dê um destino ambientalmente mais correto à fração não reciclável dos resíduos sólidos urbanos (RSU), garantindo assim uma solução que contribua com o saneamento básico e, ao mesmo tempo, com a geração de energia elétrica.


Segundo Schmitke, “a recuperação energética é uma prática utilizada há muitos anos na Europa e na Ásia, por exemplo, mas ainda é uma novidade no Brasil. A primeira Usina de Recuperação Energética está em construção em Barueri (SP), porém ainda é pouco para um País com um potencial tão grande. É urgente debatermos a necessidade dessa tecnologia ter mais incentivos para que possa evoluir em nosso País”.


Rubens Aebi, vice-presidente da ABREN, participou como moderador no evento e ressaltou os benefícios da recuperação energética. “A recuperação energética de resíduos gera ganhos também para a saúde pública, pois o lixo que seria enviado a um lixão ou aterros sanitários ilegais passa a ter uma destinação mais adequada. Outro ponto a se destacar é que os países que utilizam essa tecnologia também são os que mais reciclam o lixo, o que comprova que a recuperação energética e a reciclagem são aliadas no gerenciamento dos resíduos.”


Waste Expo Brasil

A primeira mesa de debates teve como tema principal a recuperação energética de resíduos e contou com a participação de Vitor Saback, diretor da ANA, Yuri Schmitke, presidente da ABREN, Antonio Bolognesi, presidente do Conselho da ABREN, Clineu Alvarenga, presidente do INESFA, e Joaquim Maia, presidente da ABEMI.


O segundo debate teve como tema principal os desafios e oportunidades para o setor de CDR no Brasil. Participaram da discussão Cristhiano Baccin, diretor do Grupo Renova e conselheiro da ABREN, Diego Tarragó, consultor de Engenharia da Fundação Proamb, e Henrique Filgueiras, diretor da Tecsort e representante da Stadler.


A terceira e última mesa de debates teve como tema as estratégias para o desenvolvimento do Waste-to-Energy, ou recuperação energética de resíduos, no Brasil. Participaram Rubens Aebi, vice-presidente da ABREN, Roland Greil, diretor da Hitachi Zosen Inova, André Gomes, diretor da Bianna Recycling, e Marco Peraceli, diretor LATAM da B&W Renewable.


Durante os três debates, os participantes abordaram experiências vivenciadas em outros países e como estas poderiam ser aplicadas no Brasil, além de responder às perguntas do público. Ao todo, Seminário Nacional sobre a Recuperação Energética de Resíduos contou com a participação presencial de cerca de 350 pessoas.


Sobre a ABREN


A Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (ABREN) é uma entidade nacional, sem fins lucrativos, que tem como missão promover a interlocução entre a iniciativa privada e as instituições públicas, nas esferas nacional e internacional, e em todos os níveis governamentais. A ABREN representa empresas, consultores e fabricantes de equipamentos de recuperação energética, reciclagem e logística reversa de resíduos sólidos, com o objetivo de promover estudos, pesquisas, eventos e buscar por soluções legais e regulatórias para o desenvolvimento de uma indústria sustentável e integrada de tratamento de resíduos sólidos no Brasil.


A ABREN integra o Global Waste to Energy Research and Technology Council (Global WtERT), instituição de tecnologia e pesquisa proeminente que atua em diversos países, com sede na cidade de Nova York, Estados Unidos, tendo por objetivo promover as melhores práticas de gestão de resíduos por meio da recuperação energética e da reciclagem. O Presidente Executivo da ABREN, Yuri Schmitke, é o atual Presidente do WtERT – Brasil.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page