top of page

NOTÍCIAS DA ACE

Agrônomos de todo o Brasil se reúnem em Fortaleza

Última atualização: 08/12/2022 às 12:42 horas

Iniciada na terça-feira (6/12), a 4ª Reunião Ordinária – e última do ano – da Coordenadoria Nacional de Câmaras Especializadas de Agronomia (CCEAGRO) contou com a participação do presidente do Crea-CE, eng. civ. Emanuel Mota, em sua solenidade de abertura. Anfitrião do evento, realizado em fortaleza até o fim desta quinta-feira (8/12), Mota disse estar muito feliz em receber os profissionais “principalmente para discutir assuntos relacionados à fiscalização, ações parlamentares, e melhorias na legislação”.

O coordenador da CCEAGRO, eng. agr. Jorge da Silva Júnior, do Crea-BA, disse que a Coordenadoria tem debatido algumas demandas específicas desde as primeiras reuniões deste ano. "Estamos tratando sobre uma reforma ou sugestões da nossa ART, falamos sobre regulamentação, principalmente sobre a regulamentação das atribuições do engenheiro de pesca e atribuições do agrônomo dentro da área Florestal. A gente vê que existem alguns sombreamentos", disse o coordenador Silva Júnior.

O coordenador da Câmara Especializada de Agronomia do Ceará, eng. pesca Antônio Diogo Lustosa, reassegurou a importância dos temas discutidos na reunião. "Um dos assuntos é a questão da fiscalização. O exemplo do planejamento da fiscalização do Crea-CE está sendo levado para todo o Brasil. Eu mesmo dei um treinamento recentemente para os fiscais de Mato Grosso do Sul. Outros dois momentos que vamos ter são as duas ações de estudos de caso, uma no âmbito da carcinicultura e outra no âmbito da tecnologia de bioclones de frutas e tubérculos", pontuou Diogo Lustosa ainda na abertura.

De passagem por Fortaleza, o presidente do Crea-PI e coordenador do fórum que reúne todos os presidentes de Creas, eng. agr. Ulisses Filho, visitou a reunião e ressaltou a importância da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) na Agronomia. "Os engenheiros agrônomos têm dificuldade de compreender a importância da ART e é preciso que se discuta. A ART não é só para arrecadar, ela é um registro da atividade. E esse registro é um documento legal que prova a experiência profissional, inclusive para processos de licitação, não podemos ficar só no receituário agronômico".

A 4ª Reunião Ordinária da CCEAGRO, em Fortaleza, prossegue até o fim da tarde desta quinta-feira (8/12), com debates sobre a instrumentalização do procedimento de fiscalização em um empreendimento de produção aquícola e em empresa de produção de mudas clonadas de alto valor genético, além de palestra sobre certificação internacional para profissionais da modalidade Agronomia.

Ricardo Mota, jornalista assessor do Crea-CE Com adaptações da equipe de Comunicação do Confea Fotos: Equipe de Comunicação do Crea-CE

34 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page