top of page

NOTÍCIAS DA ACE

AMAZONIA AZUL: o que é e quais são as consequências (parte 1)

Esta matéria aborda o Livro (Ferreira Vidigal et ali., 2006)[1] onde informações valiosas para a economia, estratégia e sociedade deste imenso mar certamente vão motivar a atenção devida Destina-se ao debate de um assunto pouco difundido no país, portanto com certo atraso frente à sua relevância, foram as palavras iniciais do Comandante da Marinha, à época, o Almirante de Esquadra Roberto de Guimarães Carvalho.


O papel da Marinha do Brasil implica em lidar com a globalização ou seja, com aumento crescente de trocas internacionais, portanto, deve-se abandonar a ideia de país autocentrado e voltar-se para novas ameaças como crimes transfronteiriços, terror internacional, pirataria em geral, segurança e patrulhamento à navegação nesta nova fronteira, entre outros problemas. Surge um novo modelo de equilíbrio internacional eivado de incertezas e imprevisibilidade onde agressores e agredidos têm difícil identificação; também alvos militares e civis se incluem sendo que a busca do coração econômico do adversário se torna prioritário. Assim sendo, tanto o transporte marítimo quanto as instalações (fixas) offshore em qualquer parte do mundo estão sob risco. Ao nosso país, além da costa extensa e bacias hidrográficas, a ameaça se multiplica pelo próprio gigantismo. Indústria pesqueira e turismo, fontes de renda e trabalho em crescimento, bem como a dependência potencial dos recursos desta natureza, bem como da segurança energética e de recursos ainda desconhecidos e que serão elencados nestas matérias que se seguirão devem ser observados.


Muitos ganhos podem ser as contribuições proporcionáveis pela Amazônia Azul podem ser elencadas: a) Efetiva proteção de nossas comunicações marítimas em vista do nosso comércio exterior passando dos noventa e cinco por cento; b) Maior presença nas proximidades da Costa Africana preservando nossos laços culturais e emocionais; e, c) Maior intensidade facilitatória da presença na Antártica, reconhecida quando da criação do CIRM (Comissão Interministerial para os Recursos do Mar).


[1] Ferreira Vidigal, A. A. et ali. Amazônia Azul: O mar que nos pertence! Ed Record, Rio de Janeiro e São Paulo, 2006. Esta matéria se dedica ao comandante Barbosa Lima, oficial da Marinha do Brasil


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Komentar


bottom of page