NOTÍCIAS DA ACE

Assinatura da Emenda Parlamentar para Construção da Escola do Mar


Nesta manhã de sexta-feira dia 25 de junho, aconteceu a assinatura da emenda parlamentar do Deputado Coronel Armando, que vai permitir a construção da Escola do Mar. Participaram desta solenidade, além da assessoria parlamentar (Coronel Vicentini), do comandante do Quinto Distrito Naval, Vice Almirante Henrique Renato Baptista de Souza, do Comandante da Capitania dos Portos de SC, capitão de mar e guerra (CMG) Caio Vinicius Cesar Feitosa, do Presidente da Sociedade dos Amigos da Marinha, Ernesto Santiago e do presidente da ACE, Prof Roberto de Oliveira.


A Escola do Mar se orienta à melhor capacitação do pescador artesanal, além da ampliar a capacidade da promoção de outros cursos relativos ao uso do mar atualmente já ministrados. No primeiro quesito, esclareça-se que o olhar do governo federal à atividade de pesca artesanal na região da Grande Florianópolis. Muito desconsiderada, quiçá estigmatizada pela sociedade pelo grande desconhecimento da relevância desta atividade, portanto desvalorizada a este modo de subsistência tradicional à nossa Região Metropolitana e de muitas outras do nosso litoral.


Um dos objetivos da Escola do Mar, senão o principal, será o treinamento do pescador artesanal coletar melhor seu sustento com diversas observâncias. A primeira destas, seria sua melhor capacitação no sentido de desenvolver técnicas e procedimentos da melhor captura do pescado; ou seja, por exemplo, selecionar o que pode ou não ser recolhido e devolvido ao mar; segundo que acondicionar melhor o produto de modo a agregar valor pela qualidade obtida; terceiro, mas sempre fundamental, aumentar a consciência ambiental no sentido da sua sustentabilidade geral e ao do meio ambiente; acima de tudo sempre assegurando maior segurança para suas atividades.


A participação da ACE por meio do seu presidente se dá no apoio à Gestão Técnica do Empreendimento. O desenvolvimento das atividades gerais como ajudar no encadeamento das atividades críticas de um empreendimento, exemplificando como ordenar as atividades projetuais e de execução de modo a se evitarem surpresas nos custos estimados, afinal, o único valor disponível é o da emenda. Também faz parte da estratégia de valorizar efetivamente o uso do mar desde a primeira versão do evento NÁUTICA FLORIPA (2019); não é um discurso vazio de campanha e sim uma prática continuada. Por exemplo, outra versão deste evento já foi encaminhada seu projeto ao CONFEA, datada para o final de novembro deste ano.

19 visualizações0 comentário