NOTÍCIAS DA ACE

Associação Catarinense de Engenheiros - ACE e seus planos para 2022

A partir desta edição, os Boletins Informativos terão novo modelo editorial. Só para relembrar, nossa ACE sofre da falta de associados que contribuam, cuja causa foge ao caso, de excesso de espaço ocioso (que nos custa caro), de muitas dívidas contraídas anteriormente, por exemplo, que foge ao caso de tratar aqui. Neste novo modelo gostaríamos de contar com sugestões dos nossos leitores, que nos vai ajudar em direcionar para assuntos mais ao gosto.


Presidente da ACE - Professor Engenheiro Civil Roberto de Oliveira Ph.D.
Presidente da ACE - Professor Engenheiro Civil Roberto de Oliveira Ph.D.

Por exemplo, para criar oportunidade de ler, ou simplesmente conhecer o livro Habitação Social: Perspectivas, Bases e Soluções contém diversos tópicos para serem arguidos.


Pode-se responder aqui no Boletim seja por escrito ou por vídeo. Temos diversos eventos a serem empreendidos durante este ano, mas podemos atender assuntos mais relevantes de curto prazo. Por exemplo, o INFRA 2022 abordará Logística, Portos, Ferrovias e Infraestrutura Aeroportuária; estamos organizando uma discussão técnica para propor soluções aos problemas da Lagoa da Conceição.


Atualmente temos diversas iniciativas em andamento. Pode-se citar, primeiramente que hospedamos reuniões num Grupo de Trabalho de Arquitetura, Engenharia e Construção do Setor Público (Município, Estado e Federação) de SC de modo a redigir uma pauta de demandas dos técnicos destas esferas de gestão para os candidatos a governador. Já está em andamento um segundo livro de autoria da Presidência sobre outro tema polêmico: Cidades inclusivas e sustentáveis, cuja data de publicação ainda está sendo arranjada.


Sede da Associação Catarinense de Engenheiros - ACE localizada na Rua Capitão Euclídes de Castro, 360 Coqueiros, Florianópolis - SC, CEP 88080-010
Sede da Associação Catarinense de Engenheiros - ACE localizada na Rua Capitão Euclídes de Castro, 360 Coqueiros, Florianópolis - SC, CEP 88080-010

Para encerrar esta Nota, ficam os ensinamentos. Com a pandemia chegando ao final, muitas constatações e lições serão deixadas, inclusive lições a serem aprendidas. Com o home office, muitas empresas resolveram manter parte dos colaboradores neste modelo, portanto, os espaços remanescentes se tornaram ociosos. Aqui se notou um fraquíssima demanda por espaço. Esta situação, desde o início da pandemia aqui já se alertava para a diminuição dos espaços de trabalho, da viabilização da transmissão de assuntos, em geral, à distância.


Portanto estamos prontos para decidir a usar destes novos expedientes e discutir o que fazer dos espaços que persistem na ociosidade até semana que vem e aguardamos sugestões.

26 visualizações0 comentário