NOTÍCIAS DA ACE

Atuação do Governo Federal vai transformar o Brasil em um país multimodal, diz Tarcísio

Publicado em 15/03/2022 19:27 horas


Em palestra, ministro da Infraestrutura afirma que objetivo será alcançado com combinação de concessões, renovações antecipadas de contratos e regime de autorizações ferroviárias

Tarcísio: transporte ferroviário deve representar 40% do transporte de cargas em 2035 - Foto: Ricardo Botelho/MInfra
Tarcísio: transporte ferroviário deve representar 40% do transporte de cargas em 2035 - Foto: Ricardo Botelho/MInfra

A criação do Pro Trilhos, para estimular a abertura de ferrovias e a entrada de mais operadores no setor, as renovações antecipadas e o programa de concessões vão transformar o Brasil em uma nação multimodal, com uma matriz de transporte mais equilibrada, sustentável e barata. A avaliação é do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante palestra de abertura do Seminário Pro Trilhos, realizado nesta terça-feira (15) em São Paulo.


O evento reuniu representantes de empresas que já receberam autorização federal para implantarem seus projetos de estradas de ferro no país, além de responsáveis por concessões ferroviárias e integrantes de entidades internacionais convidadas a apresentar a experiência adotada por seus países na gestão de ferrovias. Conforme explicou o ministro, o regime de autorizações ferroviárias previsto no Marco Legal das Ferrovias resultará, dentro de poucos anos, no aumento da participação do modal na logística nacional de transportes.


“O Brasil agora vai ser um país ferroviário, um país multimodal, e o reflexo é ter uma matriz de transporte mais equilibrada, mais sustentável e mais barata. O Brasil vai ser eficiente do ponto de vista logístico, com frete mais baixo e com produtor mais competitivo”, disse o ministro. Atualmente, as ferrovias transportam aproximadamente 20% das cargas brasileiras. A expectativa é que o percentual chegue a 40% até 2035.


Investimentos

Tarcísio explicou que, desde setembro, o Ministério da Infraestrutura recebeu, no âmbito do programa Pro Trilhos, 80 pedidos de abertura de empreendimentos ferroviários privados pelo país. Desse total, 27 tiveram a tramitação concluída, resultando em assinatura de contratos, os quais possibilitarão aos proponentes buscar os devidos licenciamentos, desenvolver projetos de engenharia e partir para a construção das novas ferrovias.


As empresas, ao longo deste ano, devem se concentrar em viabilizar a execução dos projetos autorizados. “Só com esses 27 projetos já autorizados, estamos falando em mais de R$ 133 bilhões em investimentos previstos e quase 10 mil quilômetros de novos trilhos somados à malha ferroviária existente no país para facilitar o escoamento de cargas minerais, agrícolas e conteinerizadas”, disse o ministro.


O Seminário Pro Trilhos foi uma iniciativa do Ministério da Infraestrutura, realizado em parceria com a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A e com apoio institucional da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF). O evento inaugurou a programação da 22ª NT Expo – Negócios nos Trilhos, principal evento do setor metroferroviário da América Latina: a programação segue até quinta-feira (17).


Assessoria Especial de Comunicação Ministério da Infraestrutura

7 visualizações0 comentário