NOTÍCIAS DA ACE

Bloco 8: o projeto bilionário dos chineses para o norte de MG


Ouça na Rádio Crea-Minas ou Baixe o Áudio


Um investimento bilionário, que trará impactos econômicos e sociais na região de Salinas, avança no Norte de Minas. Trata-se do Bloco 8, projeto de extração e beneficiamento de minério de ferro e que também prevê a construção de uma barragem de água. O aporte previsto para o empreendimento, liderado pela Sul Americana de Metais (SAM) é de US$ 2,1 bilhões tornando viável a extração de minério de ferro de baixo teor e a transformação de mais de 27 milhões de toneladas do produto concentrado. A previsão é que sejam gerados 6.200 novos postos de trabalho direto durante o pico da fase de implantação, e mais 1.100 empregos durante a operação. O coordenador da Câmara Especializada de Geologia e Engenharia de Minas do Crea-MG, engenheiro de Minas João Hilário de Souza, acompanha o projeto desde 2006 e diz que os chineses têm pressa. O Bloco 8 está em fase de análise de licenciamentos ambientais. João Hilário de Souza: Esse projeto iniciou há 15 anos e eles têm pressa de implantar. Os chineses estão realmente decididos, e está na fase de aprovação das primeiras licenças. Mas assim que as licenças forem aprovadas, eles estão com tudo pronto pra acelerar a implantação. E um projeto desta ordem leva, entre a decisão e ele estar totalmente operando, de dois a cinco anos. A construção da barragem do Rio Vacarias permitirá a disponibilização de água às comunidades locais, em especial moradores dos municípios de Grão Mogol, Josenópolis, Fruta de Leite e Padre Carvalho. Com distribuição prevista pelo governo de Minas, a projeção de atendimento é superior a 640 mil pessoas por dia, o que equivale a uma cidade como Montes Claros. A SAM vai também realizar, em parceria com o governo, um projeto de irrigação de até 950 hectares para apoio à agricultura familiar. Outra frente importante envolve engenharia e logística. João Hilário de Souza: Eles têm planos bastante arrojados de utilização de engenharia. Muita coisa envolvida. E esse minério, na conceituação atual, será o primeiro a sair exportado por um grande porto no sul da Bahia. Um mineroduto como tem hoje a Samarco e a Anglo American, em Conceição do Mato Dentro. O projeto do Bloco 8 conta com o apoio de entidades importantes do estado, como a Sociedade Mineira de Engenheiros (SME), a Organização Mineronegócios e a Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas). Fonte: Renato Franco - Rádio Crea-Minas

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo