top of page

NOTÍCIAS DA ACE

Carta do tema Logística para o evento Jornadas Técnicas de Infraestrutura - INFRA 2022


Apresentação da Carta do tema Logística, abordado ao final do primeiro dia (21/06/2022) do evento Jornadas Técnicas de Infraestrutura - INFRA 2022. Sugestões serão muito bem vindas, salientando que as mesmas serão sujeitas a analise pela Diretoria e Presidência da ACE, onde serão decididas e potencialmente selecionadas.

________________________________________________________________________

Carta da LOGÍSTICA para o evento INFRA 2022: conclamação


Na esteira da comemoração dos 88 anos da ACE, dando sequência a uma série de eventos sobre Infraestrutura, nossa Associação quer se irmanar aos principais atores e manifestar sobre suas demandas.


Nosso estado situa-se diferenciadamente no cenário econômico do país por sua pujança advinda de diversidade de produtos entre os quais se destacam os de alta agregação de valor.


Entretanto, ainda se depara com enorme dificuldade do escoamento de seus produtos devido a causas bem básicas; primeiro por um sistema de transporte concentradamente rodoviário; segundo por esta malha estar em muitos trechos, carecendo de qualidade por problemas de manutenção das pistas e capacidade de tráfego comprometida em muitos trechos.


Com isto, os custos logísticos situam nossos produtos em situação de risco de competitividade internacional.


Por outro lado, os portos do nosso estado também ficam prejudicados pelo rápido crescimento da economia, não acompanhado pelos outros modais e também pela carência de ferrovias que, pela cargas deveriam ter participação ferroviária efetiva e não apenas como se encontra. Considerado como o mais flexível de todos, o rodoviário está com seus eixos principais, ou seja, o litorâneo (BR 101) e os interiores (BR 282, 470 e 280) esgotado em sua capacidade, e mesmo após a recente duplicação da BR 101, esta se encontra praticamente esgotada; isto irá suceder rapidamente com a BR 470 assim que sua duplicação terminar.


Com a BR do Mar, se abre a chance da cabotagem auxiliar a BR 101, mas o que não impede de se planejar uma ferrovia litorânea; mas ambas se anunciam como inevitáveis a consideração. O mesmo se aplica a BR 470.


E também nosso sistema aeroportuário necessita mais aporte, afinal a carga de máximo valor agregado especialmente as pessoas que necessitem rapidez de deslocamento agravem nossas perdas logísticas.


Enfim, nosso estado está no limiar de sofrer uma evasão de empreendedores caso esta situação calamitosa se desenvolver. Assim sendo, este evento deve propor medidas para que nossa perda de competitividade ocorra e a siga, a perda de indústrias e outros negócios. Somente medidas de ordem logística poderão reverter este processo.


Florianópolis, 21 de junho de 2022

________________________________________________________________________



20 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page