NOTÍCIAS DA ACE

Conselho aprova atualização do Plano Diretor de Tecnologia da Informação


O Conselho Diretor aprovou, no último dia 31, a atualização do Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI), do Confea para o triênio 2020-2022. O PDTI é obrigatoriamente elaborado e aprovado pelo Comitê Gestor de TI (CGTI) e deve ser revisado anualmente. Nessa aprovação foram contempladas: a revisão das metas e resultados do triênio 2020/2022; a inclusão de iniciativas institucionais e necessidades de tecnologia da informação, bem como suas propostas orçamentárias; a divulgação dos resultados das metas de governança de TI; além da definição de metodologia de gerenciamento e acompanhamento de iniciativas institucionais e a implantação de políticas de melhores práticas em desenvolvimento ágil e gerenciamento de serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Das metas propostas no PDTI vigente, diversas ações já foram concluídas, entre elas a implantação da redundância de link de internet, a atualização do licenciamento dos softwares Microsoft, além da aquisição das soluções de análise de vulnerabilidades e de videoconferência, o Starleaf, que já em utilização pelo Confea e Creas desde o ano passado. Até o momento 18 Creas já aderiram à nova ferramenta, mas a expectativa é que outros Regionais participem da iniciativa, além das unidades organizacionais do próprio Confea, uma vez que o contrato prevê o uso de até 60 licenças. “Havia uma necessidade muito grande por uma solução desse tipo para o Sistema. A pandemia fortaleceu a importância dessa plataforma de caráter corporativo. E todo mundo aprendeu a usar e ver sua praticidade”, explicou o gerente de Tecnologia da Informação do Confea, Rodrigo Borges.


O documento ainda prevê os custos e a operacionalização das eleições pela internet, marcadas para 11 de novembro deste ano, conforme aprovado pelo Plenário em fevereiro. Na primeira eleição do Sistema Confea/Crea e Mútua pela internet, poderão votar os profissionais registrados nos Creas de Mato Grosso, de Mato Grosso do Sul, do Piauí, de Roraima e de Santa Catarina. Cada estado elegerá, respectivamente, representantes das modalidades Industrial, Civil, Agronomia, Industrial e Elétrica. Além desses, também será definido o conselheiro federal que representará as instituições de ensino superior de Agronomia. Para o integrante do Comitê Gestor de TI e superintendente de Estratégia e Gestão (SEG), Renato Barros, o ineditismo dessas eleições marca uma nova fase do Sistema. “A utilização de ferramentas modernas de votação via internet vem ao encontro das ações do Confea, como inovação e velocidade nas implementações, propiciando maior facilidade e comodidade aos profissionais”, analisou Barros.


Superintendente de Estratégia e Gestão (SEG), Renato Barros
Superintendente de Estratégia e Gestão (SEG), Renato Barros

O superintendente ainda destacou alguns pontos do Plano Diretor, como a implementação de um sistema corporativo nacional integrado com o objetivo de padronização nacional de sistemas; e a uniformidade de procedimentos do Confea e dos Creas, propiciando maior facilidade aos profissionais, empresas e sociedade e maior velocidade nos serviços prestados. A Carteira Profissional Nacional Digital também está presente nas prioridades do PDTI. Segundo Renato, o Confea está trabalhando para a implementação da nova carteira por meio de integração aos aplicativos do Governo Federal.


Sobre o CGTI


O Comitê Gestor de TI é composto pela Gerência de Tecnologia da Informação (GTI), Rodrigo de Souza Borges; pelo Gabinete (GABI), Luiz Antônio Rossafa; pela Superintendência de Integração do Sistema (SIS), Reynaldo Rocha Barros; pela Superintendência de Estratégia e Gestão (SEG), Renato Gonçalves Barros; pela Superintendência Administrativa e Financeira (SAF), Jadir José Alberti; pela Gerência de Planejamento e Gestão (GPG), Edson Cézar Mello Júnior; e pela Gerência de Conhecimento Institucional (GCI), Rabah Mohamed Awadalla Rabah Abdelgawad.


Fernanda Pimentel Equipe de Comunicação do Confea

6 visualizações0 comentário