NOTÍCIAS DA ACE

Eleições pela internet: Comissão Eleitoral Federal realiza simulação

Última atualização: 13/05/2022 às 13:42 horas

O plenário do Confea foi palco, na manhã desta sexta-feira (13/5), de uma simulação de votação por meio do sistema que operacionalizará a eleição para presidente do Crea-PB, no próximo dia 23 de maio. O teste correu bem e, ao final da simulação, os representantes das empresas contratadas responderam a dúvidas dos participantes.

Eleição para presidente do Crea-PB: no dia 23 de maio, das 8h às 19h Acesso: https://votaconfea.com.br

Presidente do Confea em exercício, eng. civ. João Carlos Pimenta, e coordenador da CEF, conselheiro federal eng. civ. Daltro Pereira
Presidente do Confea em exercício, eng. civ. João Carlos Pimenta, e coordenador da CEF, conselheiro federal eng. civ. Daltro Pereira

Em 2021, as eleições para conselheiro federal já foram realizadas pela internet, e teste semelhante também foi feito. Mas será a primeira vez que um presidente de Crea terá seu pleito processado por meio virtual. Isso ocorre porque as eleições para os cargos máximos dos Creas e do Confea são realizadas a cada três anos. As últimas eleições para esses cargos foram em 2020, quando ainda não havia eleições pela internet no Sistema Confea/Crea e Mútua. O Crea-PB terá eleição neste mês porque seu presidente eleito em 2020 faleceu em agosto do ano passado. O regimento do Crea estabelece, em seu art. 84, que em caso de vacância do cargo de presidente, deve haver nova eleição.

Conselheiro federal eng. civ. Daltro de Deus Pereira, coordenador da CEF
Conselheiro federal eng. civ. Daltro de Deus Pereira, coordenador da CEF

Para realizar a eleição do Crea-PB, o Confea contratou duas empresas: uma que fornece a tecnologia para a votação online e apuração dos votos, Infolog, e uma de auditoria, The Perfect Link. “A Comissão Eleitoral Federal proporcionará essa eleição e dará todo o apoio à Comissão Eleitoral Regional”, afirmou o conselheiro federal eng. civ. Daltro de Deus Pereira, coordenador da CEF. O coordenador da Comissão Eleitoral Regional, eng. agr. José Carlos Fernandes de Moura, agradeceu o apoio do Confea. “Estamos trabalhando para ter o pleito mais transparente e correto possível”.

Coordenador da Comissão Eleitoral Regional, eng. agr. José Carlos Fernandes de Moura
Coordenador da Comissão Eleitoral Regional, eng. agr. José Carlos Fernandes de Moura

Assessora da CEF, Talita Machado fez uma revisão sobre as regras e particularidades do processo eleitoral. “O Crea-PB já está ciente de que deve disponibilizar na sede e nas inspetorias um espaço com computador e conexão com a internet, que garanta o sigilo do voto. O acesso à votação tem que ser garantido para todos”, pontuou.

Assessora da CEF, Talita Machado
Assessora da CEF, Talita Machado

Fernando Barreira, representante da empresa de auditoria The Perfect Link, comentou que, durante a atuação deles, não basta auditar o sistema operacional, mas todo o processo eleitoral em si, garantindo que seja encriptado, que haja emissão de comprovante de voto, que o voto seja único e que haja rastreabilidade de tudo, menos da qualidade do voto. “Esse é um processo bastante maduro”, disse.

Fernando Barreira, representante da empresa de auditoria The Perfect Link
Fernando Barreira, representante da empresa de auditoria The Perfect Link

Representante da Infolog, empresa que desenvolveu o sistema de votação, Felipe Arruda fez sua apresentação em três partes: uma breve explicação sobre a empresa, um panorama técnico sobre como o sistema funciona e, depois, o teste em si. “O sistema é extremamente seguro. Foi desenvolvido com as melhores práticas da ciência da computação, pensado para que seja auditável”. A Infolog já atendeu os conselhos federais de Administração, Contabilidade, Farmácia, Psicologia, Fonoaudiologia, Serviço Social, Arquitetura e Urbanismo, entre outras instituições.

Representante da Infolog, empresa que desenvolveu o sistema de votação, Felipe Arruda
Representante da Infolog, empresa que desenvolveu o sistema de votação, Felipe Arruda

O teste envolveu os seguintes passos: envio de senha provisória aos eleitores, emissão de zerésima, criação de chave pública e chave privada para início e apuração do processo de votação, respectivamente, e apuração dos votos. Os votantes tinham como opção dois candidatos fictícios e o voto em branco. O resultado do teste foi empate, o que fez Talita resgatar o artigo 5º da Resolução 1.114/2019, que estabelece os critérios de desempate: vence quem tiver registro no Crea há mais tempo e, em seguida, em persistindo o empate, fica em vantagem o candidato mais idoso.

O teste desta manhã foi regulamentado na última Sessão Plenária: a Decisão Plenária nº 691/2022 estabeleceu, entre outras definições, a data do teste e quem seriam os votantes: os membros titulares da CEF, o coordenador da CER-PB, o coordenador adjunto da CER-PB, o assistente técnico da CER-PB, o superintendente de Estratégia e Gestão do Confea, o superintendente de Integração do Sistema do Confea e os integrantes da equipe de planejamento/fiscalização da contratação, totalizando treze pessoas.

Além do conselheiro federal eng. civ. Daltro Pereira, os demais integrantes titulares da Comissão Eleitoral Federal estavam presentes. São eles: eng. eletric. Genilson Pavão Almeida, eng. eletric. José Miguel de Mello Lima, eng. mec. Michele Costa Ramos e eng. ftal. Ricardo Luiz Lüdke.

Beatriz Craveiro Equipe de Comunicação do Confea Fotos: Marck Castro/Confea

11 visualizações0 comentário