top of page

NOTÍCIAS DA ACE

Entidades precursoras aprovam regulamento e focam na unidade do Sistema

Última atualização: 22/03/2022 às 14:33 horas


Coordenador do grupo das Entidades Precursoras do Sistema Confea/Crea e Mútua, eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida: união e outras conquistas
Coordenador do grupo das Entidades Precursoras do Sistema Confea/Crea e Mútua, eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida: união e outras conquistas

O apoio ao Sistema Confea/Crea e Mútua e à sustentabilidade das entidades precursoras é o foco do coordenador eleito do fórum dedicado a estes organismos históricos do Sistema, eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida, do centenário Instituto Politécnico da Bahia (IPB). Tornar a representação um Colégio reconhecido oficialmente pelo Sistema é outro dos objetivos. Com base no regulamento aprovado, Lenaldo foi eleito por aclamação durante o 11º Encontro de Líderes do Sistema Confea/Crea, realizado de 15 a 17 de fevereiro, em Brasília, ocasião em que o grupo aprovou a proposta do regulamento que já tramitava há três anos. O coordenador adjunto é o engenheiro civil Paulo Ruaro. Professor da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia entre 1979 e 1994, Lenaldo é formado pela mesma instituição em 1974, tendo especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade Católica de Salvador – UCSAL em 1976. Com a experiência de coordenação do curso de pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho da FTC e da Unicastelo, ele atuou com desenvolvimento de negócios, captação de investimentos, incentivos fiscais e eficientização gerencial na Companhia de Energia Elétrica da Bahia (Coelba) e em empresas do setor privado, tendo exercido a vice-presidência e a presidência do IPB entre 2014 e 2021, alcançando, em 2022, a condição de conselheiro vitalício da entidade precursora do Sistema. Na entrevista a seguir, ele descreve o papel do regulamento aprovado: “estabelece as regras de convivência entre as Entidades integrantes do grupo, a definição de uma geografia organizacional condizente com a realidade brasileira, o estabelecimento de um calendário anual de reuniões com encontros bimestrais, a escolha do coordenador nacional e coordenadores nas diversas regiões com seus respectivos adjuntos”. Ele também destaca o amadurecimento do grupo nos últimos dois anos (“Temos observado que do último Encontro de Líderes em 2020 para o realizado em 2022, houve uma sensível melhora de postura dos integrantes/participantes do grupo”) e ressalta o papel técnico que as Precursoras podem desempenhar como contribuição para o Congresso Nacional de Profissionais (CNP): “almejamos alcançar e oferecer às estruturas de governo parâmetros técnicos nas áreas de engenharia para a otimização na aplicação dos recursos públicos”. Confira a entrevista.


Site do Confea: Como o senhor vê o papel das entidades precursoras no atual contexto do Sistema Confea/Crea e Mútua?


Eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida – Apesar de suas origens históricas, as Precursoras estiveram por longo tempo distantes do Sistema Confea/ Crea e Mútua, com muitas delas em estado letárgico, até que em 2016, por iniciativa do Confea, houve o reconhecimento de 29 Entidades como precursoras, o que elevou o número original de 13 para 42. A partir daí, o processo de interação e integração institucional passou a evoluir, apesar de vários percalços decorrentes da heterogeneidade entre as referidas instituições, bem como de atitudes de ordem pessoal que prejudicavam o interesse da coletividade. Durante a pandemia, foi realizado um trabalho entre os colaboradores efetivamente comprometidos e que foi coroado de êxito com a realização do Encontro de Líderes 2022. Foram 11 horas de reunião que cobriram uma vasta pauta, onde se destaca a aprovação de um Regulamento que estabelece as regras de convivência entre as Entidades integrantes do grupo, a definição de uma geografia organizacional condizente com a realidade brasileira, o estabelecimento de um calendário anual de reuniões com encontro bimestrais e a escolha do coordenador nacional e nas diversas regiões com seus respectivos adjuntos. Dessa maneira, o trabalho de grupo avança de forma organizada e sem sacrifício de poucos, e, se dá visibilidade ao restante do Sistema que as Precursoras estão honrando suas origens com atos desbravadores e ousados com responsabilidade. Nesse sentido, estamos divulgando para o Sistema os passos que estão sendo dados, de modo a poder contar com o apoio nas diversas esferas do Poder.


Site do Confea: Dos assuntos tratados no 11º Encontro de Líderes do Sistema Confea/Crea e Mútua, quais os que predominam no plano de trabalho da coordenadoria?


Eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida – Comunicar formalmente nas diversas esferas do Sistema a carta magna desse Grupo que é o Regulamento, assim como a súmula da reunião que amarra as decisões e compromissos assumidos; trabalhar de forma matricial para que a Coordenação Nacional e as Coordenações Macrorregionais façam interação com as autoridades que estiveram na sala das Precursoras durante o 11º Encontro de Líderes; estimular as lideranças regionais a interagir com seus pares e estabelecer pautas de compromissos para reuniões previstas no calendário, baseados nas metas e objetivos estabelecidos no 11º Encontro de Líderes; estabelecer a logística da participação das Precursoras na Soea-Goiânia com ênfase na otimização do tempo e racionalidade dos trabalhos; estimular o Grupo das Mulheres - G7 das Precursoras para apresentar na Soea uma proposta de dinamização na participação feminina no Sistema Confea/Crea, com representação das Precursoras nos Comitês e Colegiados; estimular as entidades regionais do Centro-Oeste quanto às oportunidades da engenharia que podem ser exploradas/desenvolvidas pelas Precursoras na Soea; elaborar planos de trabalho regionais com metas a serem cumpridas e objetivos a serem alcançados para que se possa solicitar apoio do Confea, Creas e Mútua.


Site do Confea: Durante o 11º Encontro de Líderes Representantes do Sistema, houve a aprovação do regulamento que tramitava há três anos e que balizará a relação interinstitucional entre as Precursoras e também com o Sistema Confea/Crea e Mútua. Também foi definida a linha de propostas e projetos que serão prioritários e integrados pelas entidades e eleita a equipe de Coordenação que conduzirá os trabalhos em 2022. Quais são as suas expectativas após o Encontro? Quais as principais prerrogativas a serem estabelecidas?

Eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida – As expectativas são bem promissoras e temos observado que do último Encontro de Líderes em 2020, para o realizado em 2022, houve uma sensível melhora de postura dos integrantes/participantes do Grupo, deixando a tradicional forma de pleitos assistencialistas para o Confea, optando pela busca da sustentabilidade de suas entidades. Como prerrogativas, há que se manter o espírito cooperativista, nunca perder a diplomacia e ter a altivez condizente com o que cada Entidade merece.


Site do Confea: Em 2022, o Sistema promoverá ainda seu 11º Congresso Nacional de Profissionais. Quais são as principais propostas que as Entidades Precursoras defenderão no CNP?

Eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida – Em primeiro lugar, participar de forma ativa dos encontros preparatórios e dos CEPs, contribuindo com as outras instituições participantes dos referidos eventos na formulação de propostas que fortaleçam nosso sistema profissional para que, por meio de uma fiscalização efetiva, possamos garantir a segurança de nossa comunidade e o pleno exercício de nossos profissionais. Defender um posicionamento atuante de nosso Conselho Profissional junto às estruturas governamentais, viabilizando a materialização das carreiras de engenharia com carreiras de Estado. Com este intuito, almejamos alcançar e oferecer às estruturas de governo parâmetros técnicos nas áreas de engenharia para a otimização na aplicação dos recursos públicos, que hoje nem sempre se regem pela definição técnica em sua aplicação. Defender a participação mais próxima e ativa das entidades profissionais em todo o Sistema Confea/Crea e Mútua, em especial das Precursoras, por entendermos que hoje há uma distância considerável entre esses entes, vislumbrando uma aproximação e o comprometimento com uma engenharia de vanguarda que atenda aos anseios de nossa sociedade e que cumpra o seu papel de fato.


Site do Confea: Como está o andamento para a constituição efetiva do Colégio de Entidades Precursoras do Sistema Confea/Crea e Mútua?

Eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida – Esse assunto requer um posicionamento inicial do Confea, pois essa decisão passa por um grande aprofundamento quanto ao grau de contribuição que o Grupo das Precursoras poderá oferecer ao Conselho, considerando a existência de outros órgãos colegiados. Cabe destacar que o fato de as Precursoras abrangerem diversos tipos de instituições com objetivos estatutários distintos (institutos, sociedades de engenharia, associações de classe, clubes de sindicatos), aliado à condição de presença em todos os estados da federação, possibilita a realização de um trabalho de maior amplitude.

Site do Confea: No final de sua gestão à frente da coordenadoria, qual a marca que pretende deixar para os profissionais e para o Sistema?

Eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida – Trabalhamos sempre na tese do binômio projeto/processo e coletividade, sendo a ação de coordenação uma missão catalisadora para a equipe, que totaliza 12 líderes atuantes. Dessa forma, o mais importante é ter o comprometimento de todos, e os resultados virão cotidianamente. Não cultivamos vaidades pessoais, e sim o sucesso da equipe.


Site do Confea: Que outras contribuições de sua atuação junto ao Colégio e ao Sistema o senhor gostaria de compartilhar?


Eng. eletric. Lenaldo Cândido de Almeida – Desde 2017, fizemos um esforço gigantesco para estruturar organizacionalmente o Grupo, cadastrando os dados essenciais de cada Entidade, procurando conscientizar os vários colegas que contestar e criticar o Sistema não modificaria o estágio existente, mas sim ações concretas com posturas sensatas para encontrar soluções harmoniosas. O 11º Encontro de Líderes foi um marco destacado dessa evolução, onde não ocorreu qualquer ação conflituosa ou discordante nas discussões dos temas tratados, o que denota o elevado grau de maturidade atingida. Pretendemos incrementar o fortalecimento das regiões e a construção do grupo de entidades precursoras como um organismo vivo de apoio ao Sistema Confea/Crea e Mútua, mas, principalmente de apoio às entidades que o compõem, fortalecendo-as no sentido de se buscar a autossustentabilidade econômica e institucional. Henrique Nunes Equipe de Comunicação do CONFEA Fotos: Thiago Zion/CONFEA



23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page