NOTÍCIAS DA ACE

Nesta segunda edição, o INFRASC 2021 discutiu importantes temas para infraestrutura em SC


Nesta segunda edição deste evento tivemos o objetivo principal o contato com o Legislativo Federal. Por isto, e na primeira parte (manhã) convidamos os senadores da República que têm o maior poder decisório tanto na criação de mecanismos legais para melhorar o desempenho das Infraestruturas, como também na intermediação de emendas parlamentares; estas se dirigem ao financiamento de obras. Mas, o efeito de maior relevância se consegue com a articulação da bancada de SC com os anseios do nosso estado. Como veremos numa análise mais profunda a seguir (próxima semana), nosso estado precisa de uma pauta única de reinvindicação para evitar a desconexão de interesse, em suma, desunião das demandas que, conflitantes, deixam de ser atendidas. Assim sendo, o diretor de relações da FRENLOGI foi designado para falar pela Frente Parlamentar Mista (Senadores e Deputados) de Logística, em vista das ocupações gerais devido à CPI da covid. Compareceu, quase como de improviso, o senador Amin que esclareceu um problema do Aeroporto de Navegantes e indicou seu encaminhamento. Do nossa recente iniciativa surgiu a palestra seminal do evento: a ACE criou a Academia de Engenheiros de SC, afiliando-se à Academia Nacional de Engenharia. Deste surgiu a palestra do Prof Paulo Augusto Vivacqua (Presidente Emérito da ANE) sobre novos pontos de vista, ou uma nova Filosofia de inserção social das infraestruturas na Sociedade. Seguiu-se uma palestra da Geobrugg sobre um dos problemas mais sérios do nosso estado que se trata de obras de contenção de encostas para diversos problemas, em especial, os desplacamentos ou quedas de rochas na Serra do Rio do Rastro.


CONFIRA OS VÍDEOS GRAVADOS DO INFRA SC 2021 E ASSINE NOSSO CANAL PARA SER NOTIFICADO DOS PRÓXIMOS EVENTOS DA ACE


Na segunda parte, foi a vez de se focar mais diretamente das esferas estadual e da federal com as palestras da administração SIE, seguida do superintende do DNIT, respectivamente; depois a esfera privada inicialmente entrou com a forte presença da FIESC, onde importantes contribuições para novos eventos com outros assuntos de Infraestrutura se delinearam claramente, significando agregar e ampliar os horizontes de discussão adicionando outras facetas que a compõem: da eletricidade, do saneamento e muitas outras pautas a se abordar. Em seguida, a ACEOP, Associação Catarinense de Empresários de Obras Públicas abordou em especial uma problemática ainda não atendida (vetada em Projeto de Lei) desde o Manifesto pela Valorização da Engenharia (2017) gerado aqui na ACE; manifestou enorme preocupação com a queda da qualidade das obras, bem como da desvalorização do pessoal técnico. O evento se encerrou com uma intervenção de nossa patrocinadora (MUTUA) que se desenvolveu entorno de como esta entidade vê e interage com o tema deste evento.


Para comentar sobre a audiência, até o momento do enceramento, tivemos no YouTube 870 visualizações, com 165 inscritos.



32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo