top of page

NOTÍCIAS DA ACE

OS ARAUTOS DO ATRASO - Pelo Eng. Eletricista Claude Pasteur Faria

A ACE - Associação Catarinense de Engenheiros, vem a público manifestar sua preocupação com mais uma medida do Ministério Público Federal visando atrasar ou até mesmo inviabilizar a construção da tão sonhada e esperada Marina de Florianópolis.


Depois de longo processo de planejamento, projeto e licenciamento ambiental, a cidade foi surpreendida com uma ação promovida pelo MPF, visando embargar a construção da obra e requerendo que somente o IBAMA seja o órgão responsável pelo licenciamento ambiental, desconsiderando o excelente trabalho técnico feito pelo IMA - Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina e por técnicos da própria prefeitura.


A exemplo do que já tinha ocorrido com a ponte da Lagoa da Conceição, o MPF aguardou o início das obras para decidir que era ilegal, quando poderia ter intervindo em etapas anteriores.


Nossa cidade não pode mais conviver com tamanho grau de insegurança jurídica e prepotência de pequenos grupos ideologicamente motivados que se julgam detentores da verdade e do monopólio da virtude ambiental.


Abaixo, o texto elaborado pelo Engenheiro Claude Pasteur Faria:




"A cada dia que passa reforça-se a velha superstição popular de que tem “cabeça de burro enterrada” em Florianópolis. Sempre que a prefeitura ou o governo do estado tentam implantar novos equipamentos logísticos ou turísticos na ilha, aparecem os arautos do atraso, personificados invariavelmente em partidos de esquerda, ONGs ambientalistas, “cientistas” e, last but not least, determinados membros do Ministério Público Federal e do Poder Judiciário ideologicamente identificados às personagens anteriormente mencionadas.

A bola da vez sob ataque da turma do atraso é a Marina de Florianópolis, empreendimento com que a cidade vem sonhando há décadas. Todas as tentativas anteriores foram barradas pelos reacionários fundamentalistas do meio ambiente. Desta feita, tinha-se esperança de que houvesse uma mudança de rumo, haja vista os muitos anos que foram expendidos pela prefeitura, órgãos de licenciamento e iniciativa privada na elaboração e análise do magnífico projeto da tão sonhada marina, que foi licitada com transparência e absoluto sucesso pela atual administração municipal.

Marinas são equipamentos empresariais e turísticos que existem aos milhares ao redor do mundo. Temos um bem-sucedido exemplo ao nosso lado, em Balneário Camboriú, que deveria servir de exemplo para a turma do atraso. Marinas promovem um enorme fluxo financeiro e turístico, atraem empresas e geram empregos qualificados no local onde são instaladas e regiões proximais. Basta não estar cegado por ideologias retrógradas ou influenciado por pseudocientistas para que qualquer pessoa de bom sendo enxergue isso.

Acho que a única solução para a nossa querida capital é que se organize uma grande expedição arqueológica, cujo objetivo primordial seria o de escarafunchar toda a ilha de Santa Catarina em busca da indigitada caveira de burro enterrada, que deve ser a origem de todos os nossos problemas. Só vejo uma grande dificuldade para este projeto redentor: obter as autorizações e as licenças ambientais do IBAMA, do ICMBio, da Fundação Cacique Cobra Coral, do PSOL, da UFSC, da ONG Minhoca Triste e do MPF."


(Claude Pasteur Faria - Engenheiro Eletricista - Florianópolis/SC)

14 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page