top of page

NOTÍCIAS DA ACE

Produção em matrizes energéticas limpas domina os debates no 1º dia do fórum


O RN possui na fonte eólica uma potencia de 7 GigaWatt atualmente (Foto: Moraes Neto)
O RN possui na fonte eólica uma potencia de 7 GigaWatt atualmente (Foto: Moraes Neto)

Natal – Com o avanço de novas tecnologias e a necessidade crescente por recursos mais sustentáveis, as discussões em torno das energias renováveis ganham destaque em todo o mundo. Em Natal, instituições e associações de produtores de energias renováveis promovem uma vasta programação para discutir as principais temáticas ligadas à produção de energias limpas e mercados para pequenas empresas junto aos players do setor como estratégia para o desenvolvimento do Brasil. A programação faz parte do Fórum de Energias Renováveis 2022 – Energia sem Limites, realizado nesta terça (8) e quarta (9), no centro de eventos do Hotel Holiday Inn.

O evento tem programação simultânea em duas arenas temáticas, focadas em energia eólica, solar e em pautas convergentes. Na Arena Solar, as tendências do Setor Fotovoltaico no Brasil e no mundo entraram em pauta em painel mediado por Matheus Penazzo, Gerente da Grenner, que reuniu também Rodrigo Sauaia, da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Frederico Brom, do Grupo Lago Azul e Cesare Quintero, da Move.


João Hélio foi um dos mediadores do fórum (Fotos: Luana Tayse)
João Hélio foi um dos mediadores do fórum (Fotos: Luana Tayse)

O presidente executivo da Absolar, Rodrigo Sauaia, falou da posição estratégica das fontes renováveis no panorama energético mundial e destacou o crescimento na produção da energia solar no Brasil, que em 2022 passou a ocupar a quinta posição em ranking elaborado pelo Renewables Global Status Report. “Hoje a produção da energia fotovoltaica é a que mais cresce no mundo, em paralelo com o aumento nos investimentos. Essa expansão é fundamental para ajudar a diversificar o suprimento de energia elétrica do Brasil, reduzindo a pressão sobre os recursos hídricos e o espaço de outras energias menos sustentáveis’’, afirmou Sauaia.


A mobilidade elétrica no Brasil e o integrador fotovoltaico também ganharam espaço no Fórum de Energias Renováveis 2022. Cesare Quinteiro, CEO da Move, startup focada em tecnologia para mobilidade elétrica no Brasil, apresentou as oportunidades para os integradores do segmento automotivo.

O presidente executivo da Absolar, Rodrigo Sauaia, falou da posição estratégica das fontes renováveis
O presidente executivo da Absolar, Rodrigo Sauaia, falou da posição estratégica das fontes renováveis

“O mercado de mobilidade é uma realidade e já faz parte do nosso dia a dia. A sinergia desse mercado com a energia solar representa um oceano azul de oportunidades para quem atua no segmento’’, afirmaCesare Quinteiro.

Eduardo Avila, da Ong Revolusolar
Eduardo Avila, da Ong Revolusolar

Completando a programação, Eduardo Avila e Elen Silva de Lima, integrantes da Organização sem fins lucrativos Revolusolar, falaram sobre inclusão e diversidade no cenário da energia solar. A palestra foi mediada pelo diretor técnico do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcanti.


A Revolusolar busca promover o desenvolvimento sustentável em comunidades de baixa renda, através da energia solar. De acordo com a responsável pela equipe de gestão da ONG, Elen de Silva, a organização não-governamental atua alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, em especial o Objetivo 07, focado em garantir energia limpa e sustentável para todos. “Com isso, queremos não apenas crescer, mas desenvolver essa energia que tem tanto a agregar’’, ressaltou a responsável pela equipe de gestão.


Avila, diretor executivo da Revolusolar, destacou os impactos sociais da geração de energia solar. “Não se trata apenas de instalar painéis solares, a geração de energia solar representa também geração de empregos e conscientização da população para o consumo sustentável da energia, entre tantos outros impactos positivos’’, ensina.

Elen Silva de Lima, integrante da Ong Revolusolar, defende o desenvolvimento sustentável em comunidades de baixa renda, através da energia solar.
Elen Silva de Lima, integrante da Ong Revolusolar, defende o desenvolvimento sustentável em comunidades de baixa renda, através da energia solar.

Sobre o evento

O fórum é promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, Federação das Indústrias do RN (Fiern) e Senai com apoio de diversas instituições parceiras, iniciando as ações do Polo Sebrae de Energias Renováveis. O evento será exibido dentro da programação remota da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 27), que começa presencialmente nesta quinta-feira (3) e vai até o dia 18, em Sharm El-Sheik, no Egito.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page