NOTÍCIAS DA ACE

Simpósio Nacional de Cidades Inteligentes

Última atualização: 23/03/2022 às 16:10 horas

Cerca de 70% da população mundial viverá em áreas urbanas até 2050, segundo a Organização das Nações Unidas. Quando essa previsão se concretizar, as cidades devem estar preparadas para absorver novos cidadãos e demandas por serviços de qualidade. As profissões da área tecnológica têm papel central na elaboração e no desenvolvimento de soluções. Inserido nesse contexto, o Crea-SP realizou o Simpósio Nacional de Cidades Inteligentes, que abrigou dois importantes eventos do Conselho – Colégio Estadual de Inspetores e XIX Seminário de Fiscalização (SEFISC) – nos dias 18 e 19 de março no Parque Tecnológico de São José dos Campos.


Três mil profissionais participaram de uma intensa programação que reuniu especialistas para compartilhar experiências, casos de sucesso e avanços conquistados a partir do conceito de cidades inteligentes, que traz o cidadão para o centro das decisões e, por meio da tecnologia, busca solucionar os desafios da vida urbana. “Acredito muito no protagonismo da Engenharia”, afirmou o presidente do Crea-SP, Eng. Vinicius Marchese, durante a solenidade de abertura.


A escolha de São José dos Campos como sede para o evento deveu-se ao fato de, segundo Marchese, o local ser referência em qualidade de vida, tende recebido, recentemente, o certificado da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), como a primeira cidade inteligente do Brasil.


“A Engenharia está presente em todas as frentes dos projetos inovadores de São José dos Campos. Isso demonstra a importância da área tecnológica para transformar as cidades em espaços mais acolhedores e inclusivos. O Crea-SP, órgão responsável por fiscalizar o exercício profissional, fechou o ano de 2021 com o maior número de fiscalizações da sua história. Com essa eficiência, que garante a presença de profissionais habilitados em funções técnicas, podemos, sim, acoplar uma nova frente de trabalho que é a discussão e o planejamento de cidades inteligentes”, disse Marchese.

O Eng. Joel Krüger, presidente do Confea, ressaltou que a iniciativa do Crea-SP cumpre o artigo 1º da Lei nº 5.194/66, que estabelece que essas profissões são de interesse humano e social. “Precisamos discutir sobre os futuros das nossas cidades e o que acontecerá nas próximas décadas. Esse ciclo de debates feito em todo o estado de São Paulo, coroado neste evento, só merece elogios. Parabéns pelo brilhante trabalho, que é um exemplo para o Brasil”.


Os projetos que respaldaram a certificação da ABNT foram apresentados pelo prefeito de São José dos Campos, Adm. Felicio Ramuth, que incluem semáforos inteligentes, veículos da guarda municipal 100% elétricos, mapeamento da qualidade dos pavimentos em vias públicas e a construção de uma usina solar fotovoltaica que fornecerá 30% da energia dos prédios públicos. “Todas as soluções tiveram participação da Engenharia, seja na concepção, na operação, no acompanhamento ou na sua responsabilidade técnica”, afirmou o prefeito.


Lançamento de diagnóstico marcou Colégio Estadual

De setembro de 2021 a fevereiro de 2022, 1.666 inspetores do Crea-SP foram capacitados em cidades inteligentes, em 10 encontros regionais dos Colégio de Inspetores, com o objetivo de se debruçarem sobre a realidade dos seus municípios para elaborar um mapeamento dos desafios e potencialidades locais.


O resultado é um compilado que o Crea-SP disponibilizará às gestões municipais para contribuir com o processo de desenvolvimento do Estado e das profissões da área tecnológica. Ao todo, foram 160 propostas para melhorar três indicadores, apontados como prioritários pelos profissionais: iluminação, segurança e saneamento básico.


O presidente do Crea-SP apresentou o mapeamento do diagnóstico e destacou as principais colaborações dos inspetores para projetos de cidades inteligentes. “O maior desafio, agora, estará nas mãos dos presidentes de associações, dos inspetores e de todos os profissionais. Eles atuarão para disponibilizar o conteúdo aos gestores públicos para que esses projetos sejam implementados e tragam melhorias para as cidades.”


Produzido pela CDI Comunicação

Editado pela Superintendência de Comunicação do Crea-SP

0 visualização0 comentário